Técnico diz que Suíça teve sorte na vitória sobre a Coréia

Para o técnico Kobi Kuhn, a Suíça teve sorte na vitória por 2 a 0 sobre a Coréia do Sul, nesta sexta-feira, em Hannover, pela terceira rodada do Grupo H. "Foi um jogo muito intenso, a Coréia do Sul tem um bom time e nós tivemos sorte em muitos momentos, mas nós merecemos a vitória pelo o que fizemos durante todo o jogo.""No primeiro tempo, apesar de passarmos por algum sufoco, a Suíça teve o controle do jogo. Na segunda etapa, nós fizemos por merecer o resultado e o gol no final garantiu a nossa passagem para a segunda fase", disse.O técnico suíço também comentou o polêmico gol de Alexander Frei, que recebeu em impedimento um "passe" de um jogador da Coréia do Sul. Para ele, o árbitro Horácio Elizondo agiu de forma correta ao validar o gol, apesar de o auxiliar ter levantado a bandeira."A bola foi lançada por um jogador coreano. Acho que está é um daqueles lances que dá margem para muita dúvida, mas felizmente o árbitro acertou", disse Kuhn, que comemorou a invencibilidade do goleiro Pascal Zuberbuehler. "É claro que terminar a primeira fase sem tomar gols é um grande bônus."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.