Andrew Boyers/Reuters
Andrew Boyers/Reuters

Técnico do Al Ain celebra classificação sobre River: 'Tudo é possível no futebol'

Agora, os donos da casa sonham com voos ainda mais altos e querem ser os primeiros campeões mundiais de fora da América do Sul e da Europa

Estadão Conteúdo

18 de dezembro de 2018 | 21h06

O Al Ain fez história nesta terça-feira ao garantir vaga na decisão do Mundial de Clubes. Diante de sua torcida nos Emirados Árabes Unidos, a equipe surpreendeu ao derrotar nos pênaltis o poderoso River Plate, campeão da Libertadores, após empate por 2 a 2 no tempo normal e na prorrogação.

A diferença técnica entre as equipes ficou na teoria e o Al Ain fez um jogo bastante equilibrado com o River, chegando a ser superior em alguns momentos. Como era de se esperar, o croata Zoran Mamic, técnico da equipe, escancarou sua felicidade após o apito final.

"Eu estou muito feliz, muito orgulhoso. O que aconteceu esta noite foi incrível", declarou aos repórteres na saída do gramado. "Nós mostramos que no futebol tudo é possível", completou.

O Al Ain surpreendeu com uma postura ofensiva já no início e abriu o placar logo aos dois minutos, em gol contra de Pinola, que foi dado para o atacante Berg. Borré, na sequência, marcou duas vezes e virou, mas o brasileiro Caio deixou tudo igual mais uma vez. Nas penalidades, o goleiro Khalid pegou a última cobrança, de Enzo Pérez, e selou a zebra.

Agora, os donos da casa sonham com voos ainda mais altos e querem ser os primeiros campeões mundiais de fora da América do Sul e da Europa. Para isso, terão que vencer na decisão de sábado quem passar da outra semifinal, entre Real Madrid e Kashima Antlers, que acontecerá nesta quarta em Abu Dabi.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.