Matt Dunham/AP - 16/8/2011
Matt Dunham/AP - 16/8/2011

Técnico do Arsenal é investigado por descumprir punição

Wenger estava proibido de conversar com alguém do banco de reservas contra a Udinese

AE, Agência Estado

17 de agosto de 2011 | 12h35

O técnico Arsène Wenger será investigado pela Uefa e poderá sofrer nova punição por ter violado os termos da sua suspensão na vitória do Arsenal por 1 a 0 sobre a Udinese, terça-feira, em Londres, pelos playoffs da Liga dos Campeões da Europa.

O treinador do Arsenal teve que assistir o jogo das arquibancadas e estava proibido de se comunicar com o banco de reservas durante a partida. A Uefa o puniu por "conduta imprópria" pelos comentários críticos feitos sobre a arbitragem depois da equipe londrina ser eliminada do torneio pelo Barcelona na última temporada.

O Arsenal acreditava que Wenger poderia passar instruções para o auxiliar Pat Rice através do assistente Boro Primoac, que se sentou ao lado do técnico nas arquibancadas. A Uefa alertou Wenger no intervalo que esse contato não era permitido, mas Primoac continuou realizando chamadas telefônicas durante o segundo tempo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolArsenalArsène Wenger

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.