Técnico do Arsenal exime André Santos de culpa

Acostumado a brigar pelas primeiras colocações no Campeonato Inglês, o Arsenal vive situação diferente neste início de temporada e é apenas o 17º colocado da competição, com quatro pontos conquistados em cinco rodadas. Mesmo com a contratação de reforços, a má fase permanece e no último sábado a equipe foi derrotada por 4 a 3 pelo Blackburn.

AE, Agência Estado

20 de setembro de 2011 | 10h39

As principais críticas da torcida são destinadas à defesa, a pior do campeonato, com 14 gols sofridos. Mesmo assim, o técnico Arsène Wenger eximiu o recém-contratado lateral brasileiro André Santos de culpa pelos erros no setor. "Acho que é uma questão de tempo", declarou ao site oficial do clube, nesta terça-feira.

"André Santos e Per Mertesacker são novos, mas eles não foram especialmente culpados pelos gols. Acho que, talvez, como uma unidade precisamos de mais tempo para trabalhar", completou, incluindo na sua defesa o zagueiro Mertesacker, também recém-contratado.

No confronto diante do Blackburn os erros defensivos da equipe ficaram ainda mais evidentes, já que os jogadores do Arsenal fizeram dois gols contra. "Quando você marca um gol contra, você precisa olhar para si próprio. Nunca é completamente sua culpa se você não tinha chance alguma. Quanto ao resto, é preciso olhar para si próprio", afirmou o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.