Técnico do Arsenal nega inveja do Manchester City

Arsène Wenger, técnico do Arsenal, afirmou que não sente inveja das condições financeiras de outros clubes e mais especificamente do Manchester City, que pretende desembolsar 100 milhões de libras (aproximadamente R$ 342 milhões) para ter o brasileiro Kaká."Fico feliz com o que faço e tento dar o melhor pelo que eu assinei. Nunca perguntei a outro técnico quanto dinheiro ele tem para gastar. Não tenho qualquer interesse nisso", disse, quando questionado se gostaria de estar na posição de Mark Hughes, treinador do Manchester City. Irritado, Wenger garantiu que não tem qualquer interesse na possibilidade de Kaká se transferir para o futebol inglês. "Meu objetivo é trabalhar a equipe diariamente e pensar como podemos melhorar. Você me pergunta sobre este 100 milhões de libras e sinceramente eu só ouvi falar dele porque não se pode viver no mundo de hoje e ignorar essa situação", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.