Técnico do Atlas quer atuação sem erros contra Boca Juniors

Argentino Miguel Brindisi confia numa boa apresentação de sua equipe em Buenos Aires, pela Copa Libertadores

EFE

13 de maio de 2008 | 18h19

O técnico argentino Miguel Brindisi, do Atlas, quer que seus comandados tenham uma atuação sem erros na partida desta quarta contra o Boca Juniors em Buenos Aires, pela ida das quartas da Copa Libertadores."Podemos pagar caro por qualquer erro. Uma falha na defesa pode ser fatal, principalmente diante de um adversário tão grande como o Boca", comentou o treinador sobre o atual campeão da competição sul-americana.As duas equipes se enfrentaram pelo grupo 3, com vitórias sempre para os mandantes: em Buenos Aires, o Boca venceu por 3 a 0, enquanto os mexicanos triunfaram por 3 a 1 em Guadalajara. Mesmo assim, Brindisi acha que o Atlas deve melhorar no ataque, pois teve chance de marcar muito mais gols diante dos argentinos."O que tenho certeza é que Boca e Atlas não mudarão sua forma de jogar. Os argentinos, que atacam muito e bem, está defendendo seu atual título de campeão, e nós jamais entramos em campo para perder", comentou.O treinador elogiou o trabalho do atual grupo, formado por jovens e outros jogadores mais experientes como o também argentino Bruno Marioni, artilheiro do time. Boca e Atlas fazem o primeiro jogo nesta quarta, às 19h20 de Brasília, no José Amalfitani, casa do Vélez Sarsfield - o estádio La Bombonera foi interditado por incidentes na partida com o Cruzeiro, pela ida das oitavas.

Tudo o que sabemos sobre:
Boca JuniorsAtlasCopa Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.