Bruno Cantini/Atlético
Bruno Cantini/Atlético

Técnico do Atlético-MG faz testes no ataque e não revela escalação

Em treino que contou com a presença do venezuelano Otero, Rodrigo Santana testou duas formações no ataque

Redação, Estadao Conteudo

13 de setembro de 2019 | 17h20

O técnico Rodrigo Santana promoveu testes no setor ofensivo do Atlético Mineiro no treino desta sexta-feira e manteve o mistério sobre a escalação da equipe para o jogo contra o Internacional, domingo, no Independência, em Belo Horizonte. Ele afirmou que Chará não está garantido entre os titulares para o jogo válido pela 19ª rodada do Brasileirão.

Em treino que contou com a presença de Otero, voltando ao time após defender a seleção da Venezuela, Santana testou duas formações no ataque atleticano. Na primeira, escalou Chará, Vinícius, Cazares e Ricardo Oliveira. Depois, Bruninho e Di Santo ganharam as vagas de Chará e Ricardo Oliveira.

Ao fim da atividade, ele manteve a dúvida no ar. "O Chará é o titular da posição, vem treinando muito bem, pedindo passagem, mas a gente ainda não tem essa definição. Ainda temos mais um treino antes da partida e vamos ver o que a gente faz para se sair muito bem nesse jogo de domingo, que é tão importante para a gente", declarou o treinador.

Rodrigo Santana também fez elogios a Bruninho, possível opção para o time titular ou para entrar no decorrer do jogo. "Ele vem treinando muito bem, inclusive, na semana passada, participou muito bem do jogo-treino, das principais jogadas, fez gol e tudo mais. Era uma primeira opção de entrada de velocidade no jogo do Rio de Janeiro, o que não consegui fazer porque tive que promover duas substituições antes de terminar o primeiro tempo."

O técnico só confirmou os substitutos do zagueiro Igor Rabello, suspenso, e do volante Jair, lesionado. Léo Silva e Ramón Martínez serão os titulares. A possível escalação do Atlético terá Cleiton; Patric, Leonardo Silva, Réver, Fábio Santos, Martínez, Elias, Cazares, Vinícius, Chará (Bruninho) e Ricardo Oliveira (Di Santo).

A partida deste domingo será disputada às 11 horas. E Rodrigo Santana não escondeu a preocupação com o horário. "A gente vem tentando se adaptar a esse horário, pois é difícil jogar. É muito difícil, para as duas equipes. Então, a gente sabe que vai ter que controlar muito bem esse jogo, hidratar muito bem nesses dias que antecedem a partida, para procurar fazer um jogo bastante controlado", projetou.

"No momento em que tiver que usar o máximo de força e velocidade, que seja para matar o jogo. Temos que fazer um jogo muito inteligente e tentar tirar alguma vantagem desse calor, uma vez que, lá no Rio Grande do Sul, está chovendo e a temperatura está baixa", comentou, referindo-se às mudanças climáticas a serem enfrentadas pelo adversário.

Santana deverá definir os titulares do Atlético no treino deste sábado, marcado para as 10 horas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.