AFP
AFP

Técnico do Barcelona, Koeman agradece pedido de união de Messi: 'Positivo'

Holandês ainda revelou que negociação com o lateral-direito Sergiño Dest está próxima

Redação, Estadão Conteúdo

30 de setembro de 2020 | 12h11

Em entrevista dada ao jornal espanhol Sport nesta quarta-feira, o craque argentino Lionel Messi revelou que quer encerrar toda a polêmica criada no final de agosto, quando ameaçou deixar o Barcelona e criticou o presidente Josep Maria Bartomeu. Dessa vez, o jogador pediu a união do grupo. O técnico holandês Ronald Koeman considerou que essa declaração foi importante, mas disse não saber se realmente as coisas vão mudar.

"Não sei se depois das declarações de Lionel Messi vou ter a vida mais tranquila, sempre existe algo. É positivo que o capitão da equipe tenha apelado à união. É muito positivo. Espero que seja possível estar mais tranquilo do que ultimamente", afirmou Koeman, em entrevista coletiva nesta quarta-feira, um dia antes do jogo contra o Celta, em Vigo, pela quarta rodada do Campeonato Espanhol.

O treinador holandês, contratado em agosto para o lugar de Quique Setién, revelou que o Barcelona está perto de anunciar a contratação do lateral-direito Sergiño Dest, do Ajax. "Dest está em fase de exames. Ainda não assinou o contrato. Ele é um ala jovem e é importante ter gente jovem para o futuro do clube. E, apesar da juventude, ele já disputou muitos jogos (pelo Ajax). Tenho certeza que ele é um jogador muito bom e que será muito útil", disse.

Dest tem 19 anos e nasceu na Holanda, mas é filho de pai americano e, por isso, defende a seleção dos Estados Unidos. De acordo com a imprensa espanhola, o Barcelona vai pagar 20 milhões de euros (R$ 128 milhões na cotação atual), mais 5 milhões de euros (R$ 32 milhões) em variáveis, para ter o laterla em seu plantel.

Koeman confirmou ainda que o meia-atacante brasileiro Rafinha, irmão de Thiago Alcântara, hoje no Liverpool, e filho do tetracampeão Mazinho, é mais um atleta que está fora de seus planos. "Para alguns jogadores é melhor encontrar uma saída. Sei que Rafinha já foi emprestado e não pode ficar nessa situação para sempre. Temos muitos meias, então é melhor encontrar uma saída. É uma decisão técnica", comentou.

Além de Rafinha, outros dois sul-americanos foram dispensados por Koeman.  Arturo Vidal, que se transferiu para a Inter de Milão, e do centroavante uruguaio Luis Suárez, que foi negociado com o rival Atlético de Madrid. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.