Técnico do Barcelona não quer mais Ronaldinho no clube

Frank Rijkaard foi direto: 'Tenho a esperança de que ele saia e possa demonstrar ao mundo do futebol o que é'

Agência Estado

28 de abril de 2008 | 12h06

O holandês Frank Rijkaard, técnico do Barcelona, disse torcer para que Ronaldinho saia do clube e possa apresentar seu futebol em outro lugar. A declaração, feita ao canal catalão TV3, praticamente acaba com as perspectivas de permanência do brasileiro, que está com um pé no Milan."É uma pena, mas estou com ele. Não se pode esquecer de tudo o que ele já fez por este clube. Tenho a esperança de que ele saia e possa demonstrar ao mundo do futebol o que é. No momento em que ele está, é preciso uma reação forte", comentou RijkaardAo ser perguntado sobre um eventual culpado pela situação de Ronaldinho, o treinador ainda tentou não assumir a responsabilidade. "Precisamos nos fixar no que ele já representou e que não se pode esquecer. Não o superprotegi. É um jogador que não causou problemas".Rijkaard, assim como Ronaldinho, tem futuro incerto no Barcelona e demonstrou que sua permanência no clube também não deve durar muito. "Agora quero cumprir o trabalho. Depois veremos. O clube sempre me ajudou muito, mas é preciso ver o que é melhor para a entidade", completo.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.