Thorsten Wagner/Reuters
Thorsten Wagner/Reuters

Técnico do Bayern lamenta erros e chances perdidas contra o Real

Bávaros desperdiçam muitas chances em derrota dentro de casa para os madrilenhos

Estadão Conteúdo

25 de abril de 2018 | 19h54

O técnico Jupp Heynckes era só lamentações ao fim da derrota do Bayern de Munique para o Real Madrid por 2 a 1, nesta quarta-feira, pela ida das semifinais da Liga dos Campeões. Isso porque o time alemão não aproveitou o fato de jogar em casa para sair em vantagem no confronto. Para piorar, abusou dos erros na defesa e acumulou chances desperdiçadas.

+ TEMPO REAL - Bayern de Munique 1 x 2 Real Madrid

+ Zidane comemora virada, mas lembra vacilo contra Juventus para pregar cautela

"Foi um jogo curioso. Concedemos dois gols ao Real Madrid por conta dos nossos erros. Tivemos boas chances e não aproveitamos. Não deveria estar surpreso com a nossa derrota. Quando você tem tantas chances e não marca os gols, você não pode vencer o jogo", disse o experiente treinador, que já levou o Bayern ao título da Liga na temporada 2012/2013.

A primeira partida desta semifinal ficou marcada pelo domínio do Bayern em campo, pelas chances perdidas nas duas etapas, mas principalmente na primeira, e nas falhas da defesa alemã. Na mais flagrante delas, o lateral brasileiro Rafinha falhou na saída de bola e entregou contra-ataque ao Real, que não marcou o gol com Asensio.

"Havia muito mais a fazer em campo. Isso dói. Mas também nos mostra que há algo que podemos fazer no jogo da volta. Teremos que buscar um resultado muito melhor. Fomos muito ingênuos nesta quarta", disse o atacante Thomas Müller.

Para o jogo da volta, na próxima terça-feira, o treinador terá que liderar a busca pela reviravolta no marcador com baixas na equipe. Além dos desfalques que já contava no elenco, ele perdeu no jogo desta quarta o atacante Arjen Robben e o zagueiro Jerome Boateng, ainda no primeiro tempo, por lesão.

Ao fim do jogo, Heynckes afirmou que ainda não sabe a gravidade dos problemas físicos da dupla. "Não quero especular. Vamos ter que esperar pela avaliação médica amanhã [quinta]. Investigações mais aprofundadas na quinta vão levar luz aos problemas. Mas vamos dar tudo o que temos em Madri novamente", prometeu o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.