Gustavo Garello / AP
Gustavo Garello / AP

Técnico do Boca exalta atuação de Benedetto: 'Mérito dele de não se abater'

Schelotto pede atenção redobrada para jogo da volta em São Paulo

Estadão Conteúdo

25 Outubro 2018 | 10h50

O herói do Boca Juniors na vitória sobre o Palmeiras por 2 a 0, na quarta-feira, no estádio La Bombonera, em Buenos Aires, pela partida de ida das semifinais da Copa Libertadores, foi exaltado por todos na Argentina. Imprensa, companheiros de equipe e o técnico Guillermo Barrios Schelotto foram só elogios ao atacante Darío Benedetto, autor dos dois gols do duelo nos minutos finais.

"Ele (Benedetto) vinha de uma lesão e em sua recuperação teve outra contusão muscular. Teve de voltar do zero. O mérito dele é de não se abater. Tinha um futuro na Europa, mas não desistiu", afirmou Schelotto, logo após o triunfo em casa.

O treinador quer um Boca Juniors atento na partida de volta, na próxima quarta-feira, no estádio Allianz Parque, em São Paulo. "Estas partidas são como no Mundial, se definem nos detalhes. Tem que estar os 90 minutos atentos. Jogamos contra uma equipe que havia ganhado todos os jogos como visitante. Ganhamos, mas ainda faltam 90 minutos", comentou.

Benedetto, que deverá começar novamente no banco de reservas em São Paulo, lembrou dos momentos difíceis que passou desde a grave lesão sofrida em novembro de 2017. "É muita emoção por tantos meses de esforço. Venho sofrendo com lesões e por isso fico muito contente por voltar a marcar, o que é importante para um atacante, ainda mais nessa fase. Tomara que possa continuar dessa maneira", afirmou o herói argentino.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.