Nicolas Tucat / AFP
Nicolas Tucat / AFP

Técnico do Bordeaux critica direção por venda de atleta e é suspenso por 1 semana

Gustavo Poyet definiu negociação de Gaetan Laborde com o Montpellier como 'vergonhosa'

Estadão Conteúdo

17 Agosto 2018 | 10h04

Uma situação, no mínimo, inusitada aconteceu no Bordeaux, que joga na primeira divisão da França. Nesta sexta-feira, a diretoria do clube anunciou a suspensão de seu treinador, o uruguaio Gustavo Poyet, por uma semana depois de uma entrevista dada pelo técnico criticando a venda de um jogador, o atacante Gaetan Laborde, ao Montpellier sem a sua consulta.

Gustavo Poyet explicitou a sua fúria com a direção do clube em entrevista coletiva após a vitória por 2 a 1 sobre o Mariupol, da Romênia, pela terceira fase preliminar da Liga Europa. O técnico considerou a venda de Gaetan Laborde de vergonhosa, reclamou da falta de reposição e disse que repensaria o seu futuro no clube francês.

"Não estou feliz, é um dos meus piores dias no clube. O que o clube fez com Gaetan Laborde é uma vergonha. Acho que temos que parar por aqui. Eu disse ao clube para não deixá-lo sair até que tivéssemos comprado outro jogador. Eles não recrutaram e deixaram o Laborde partir. Cheguei às 11h35 e Laborde não estava aqui. Ele estava em Montpellier. Ninguém me disse nada", disse Gustavo Poyet.

"Eu quero falar com meu agente e vou tomar uma decisão. Eu não sei como isso vai terminar. Eu tenho o desejo de continuar? Não. Eles fizeram isso contra mim, contra os jogadores e os torcedores. Eu preciso de uma explicação do clube: do dono ou do presidente. Eles vão me explicar na sexta-feira e vamos ver se eu continuo ou não. Se vou me demitir? Eu não sei", completou o treinador.

Como resposta à atitude de Gustavo Poyet, a diretoria do Bordeaux decidiu nesta sexta-feira pela suspensão de uma semana do técnico. Neste período, o time será treinado interinamente pelo preparador físico Eric Bedouet. Neste domingo, pela segunda rodada do Campeonato Francês, o rival será o Toulouse como visitante. Na estreia, em casa, derrota para o Strasbourg.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.