Técnico do Brasil garante que não teme Argentina no sub-20

Ainda sem um futebol convincente, a seleção brasileira sub-20 encara a velha rival Argentina na primeira rodada do hexagonal final do Campeonato Sul-Americano. O jogo acontecerá na sexta-feira, às 23 horas (horário de Brasília), em Assunção, no Paraguai. Além de Brasil e Argentina, Chile, Uruguai, Colômbia e o próprio Paraguai são os outros países que lutam pelas duas vagas do continente na Olimpíada de Pequim/2008. O Sul-Americano também classifica quatro seleções para o Campeonato Mundial Sub-20, em junho, no Canadá. Para o técnico do Brasil, Nélson Rodrigues, pegar os argentinos logo na primeira rodada não assusta. ?A Argentina tem um ataque forte, com três jogadores de muita habilidade. Mas apresenta algumas deficiências na defesa e precisamos tirar proveito disso?, comentou. O assistente de Nélson Rodrigues na seleção, Florêncio Pereira, foi além na avaliação. ?É até bom pegar a Argentina agora, porque o time deles ainda não entrosou?, explicou. E ele não deixa de ter razão. Assim como o Brasil, os argentinos ainda não conseguiram mostrar regularidade nesta edição do Sul-Americano Sub-20. Em quatro jogos, o time do técnico Hugo Tocalli conseguiu apenas uma vitória, 6 a 0 na Venezuela - no único jogo em que seu time apresentou um bom futebol. Nas outras partidas, dois empates (1 a 1 com o Equador e 3 a 3 com o Uruguai) e uma derrota (2 a 1 para a Colômbia). Com isso, a Argentina terminou em terceiro lugar no Grupo B e começa o Hexagonal enfrentando o Brasil (1º colocado do Grupo A). ?Tivemos alguns problemas na primeira fase, principalmente nas jogadas de bola parada. Mas são coisas solucionáveis?, considera Tocalli. Mas o Brasil também tem problemas na defesa. Tanto que Nélson Rodrigues vem utilizando o volante Roberto como um terceiro zagueiro. ?Tivemos algumas dificuldades no miolo de zaga, mas conseguimos solucioná-los, com o Roberto, que passou a jogar de líbero?, explicou o treinador brasileiro. No ataque, os dois times mostram força. Os argentinos marcaram 9 gols no últimos dois jogos e o Brasil tem Alexandre Pato, vice-artilheiro da competição com três gols. ?Estou fazendo o que o técnico pediu. Graças a Deus, tem dado certo?, disse o atacante brasileiro que jogar no Inter.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.