Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Sampaoli diz que chegar à final da Copa América é sonho realizado

Técnico espera por Argentina ou Paraguai, que jogam nesta terça

Anthony Esposito, REUTERS

30 de junho de 2015 | 08h18

Levar a seleção do Chile à final da Copa América em casa foi a realização de um sonho para o técnico Jorge Sampaoli, que ficou aliviado depois que a equipe superou momentos de tensão para assegurar a vitória por 2 a 1 sobre o Peru, que estava com 10 jogadores, na semifinal de segunda-feira. Eduardo Vargas marcou dois gols para garantir a vitória chilena no Estádio Nacional de Santiago contra um bravo time peruano, que teve o defensor Carlos Zambrano expulso ainda no início do primeiro tempo, aos 19 minutos.

O Chile, que busca seu primeiro título em 99 anos de história da Copa América, enfrentará na decisão o ganhador da semifinal desta terça-feira entre Argentina e Paraguai. "Era nossa obrigação levar o Chile à final. Nós sabíamos disso desde o início", disse o argentino Sampaoli a repórteres no estádio. "É um sonho incrível, ainda mais porque somos a sede da competição."

Sampaoli comentou que o nervosismo tornou a vitória contra os peruanos mais difícil do que precisava ser, mesmo com o Chile tendo a vantagem numérica em campo pela maior parte do jogo. "A confusão nos complicou em um jogo que deveríamos ter definido muito antes", disse. "De todos os nossos jogos na Copa América, esse foi o mais difícil porque não soubemos como definir."

Tudo o que sabemos sobre:
Copa Américafutebolseleção chilena

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.