Técnico do Dortmund vê duelo de 'surpresas' com Málaga

Atual bicampeão alemão e com um título de Liga dos Campeões da Europa em sua história, na temporada 1996/1997, o Borussia Dortmund entra nas quartas de final da competição em igualdade de condições com o Málaga, estreante no torneio. Pelo menos foi o que disse o técnico alemão Jurgen Klopp, que analisou ambas as equipes como surpresa e fez questão de exaltar o adversário.

AE, Agência Estado

15 de março de 2013 | 16h48

"O Borussia Dortmund e o Málaga são duas equipes que surpreenderam com suas atuações na Liga dos Campeões desta temporada. Só uma coisa é segura: haverá um convidado surpresa nas semifinais. A forma com que eliminaram o Porto demonstra muita qualidade do elenco", disse Klopp, comentando o confronto do Málaga com o time português nas quartas.

Se Klopp colocou as duas equipes em igualdade, o presidente do Borussia, Hans-Joachim Watzke, seguiu o mesmo discurso. Ele, também avaliou que o confronto será nivelado, mas admitiu que o fato de fazer a segunda partida em casa pode dar uma ligeira vantagem ao time alemão.

"Estou satisfeito porque jogaremos fora de casa na primeira partida. Isso significa que jogaremos em casa a volta, diante de 65 mil espectadores que poderão nos ajudar a ganhar esta eliminatória. Nas quartas de final não há adversários fortes ou fracos. Todos jogam no mais alto nível e precisamos estar atentos a isso", opinou.

Do outro lado, os jogadores do Málaga não escondem que o favoritismo está do lado do Borussia Dortmund, principalmente pela maior tradição do adversário neste tipo de competição. Para o experiente meia Joaquín, de 31 anos, no entanto, o time espanhol pode surpreender se repetir as últimas atuações.

"O Borussia Dortmund é uma equipe que sabe jogar este tipo de partida. Temos chance de classificar se competirmos como fizemos até agora. Devemos ter o máximo de respeito pelo Dortmund. É uma equipe forte que joga um bom futebol. Daremos 200% para classificar. Queremos que o jogo chegue o mais rápido possível", declarou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.