Juan Mabromata/AFP
Juan Mabromata/AFP

Técnico do Equador cita gol de escanteio 'inconcebível' para explicar derrota

Hernán Dario Gómez pediu desculpas após revés contra o Chile por não ter muito o que falar

Redação, O Estado de S.Paulo

21 de junho de 2019 | 23h48

Pressionado após a segunda derrota do Equador na Copa América, o técnico Hernán Dario Gómez fez um breve pronunciamento e optou por não conceder entrevista coletiva após a sua seleção perder por 2 a 1 para o Chile, na Fonte Nova, pelo Grupo C, na noite desta sexta-feira, sob o argumento de não ter "muito o que falar".

Sem responder perguntas, o colombiano Gómez fez um breve comentário sobre a partida desta sexta, indicando que enxergou falhas da sua equipe nos gols chilenos. "Eles nos fizeram dois gols em jogadas de bola parada, um escanteio que é inconcebível de todo ponto de vista", afirmou.

Gómez também apontou equilíbrio na partida, mas admitiu superioridade dos jogadores chilenos nos duelos individuais. "Peço a desculpas a toda imprensa porque não tenho muito o que falar. Foi uma partida muito equilibrada, disputada, poucas chegadas na área. O Equador teve boa posse de bola, o Chile conseguiu ganhar nos confrontos individuais. Quero que me desculpem e prefiro não falar", acrescentou.

Com duas derrotas, o Equador está na lanterna do Grupo C da Copa América e tem chances remotas de classificação às quartas de final. A equipe voltará a jogar na segunda-feira, quando vai encarar o Japão, às 20 horas, no Mineirão, pela rodada final da chave.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.