Técnico do Figueirense diz que 'punição' foi ideia do elenco

O técnico Roberto Fernandes tentou justificar nesta sexta-feira a punição imposta ao meia Jairo, do Figueirense, que treinou com um vestido rosa na quarta-feira. Segundo o treinador, a brincadeira foi decidida pelos próprios jogadores, já que Jairo teria tido o pior desempenho no treinamento recreativo que antecedeu o jogo com o Avaí.

AE, Agencia Estado

20 de março de 2009 | 17h28

"Essa é uma brincadeira normal na maioria dos clubes brasileiros. Os próprios jogadores escolhem entre eles o mais e o menos participativo do recreativo ao mesmo tempo em que definem os 'prêmios' que estes deverão receber", afirmou.

Roberto Fernandes disse preferir não interferir na brincadeira dos jogadores. "Não há de minha parte qualquer interferência no estabelecimento da tarefa a ser cumprida. Elas são definidas de comum acordo pelos atletas, dentro de um clima sadio, de amizade e de total descontração", justificou.

Jairo, o jogador que treinou com um vestido rosa, garantiu que não se incomodou com a punição. "Trata-se de uma brincadeira sadia que praticamos já há algum tempo e que tranquilamente continuaremos realizando pois só contribui para fortalecer ainda mais a ótima relação que reina entre o grupo. Em cada recreativo sempre alternamos a tarefa a ser cumprida e assim todos se esforçam para ser o melhor nesse tipo de atividade", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.