Flamengo/ Divulgação
Flamengo/ Divulgação

Técnico do Fla lamenta confusão da arbitragem, mas diz que 'justiça foi feita'

'O bandeira parece que só confirmou o que ele tinha marcado, o impedimento', afirma Zé Ricardo

Estadão Conteúdo

14 Outubro 2016 | 10h19

O técnico Zé Ricardo lamentou a confusão ocorrida no clássico entre o Flamengo e o Fluminense, na noite desta quinta-feira, mas afirmou que a "justiça foi feita" com a decisão final do árbitro Sandro Meira Ricci, em Volta Redonda. O time rubro-negro venceu a partida por 2 a 1 e encostou no líder Palmeiras. Agora apenas um ponto separa as duas equipes.

"A gente vai ter que discutir sobre o lance que mudou a partida no fim. Sobre o lance, fiquei conversando com o Levir Culpi ali do lado dele. O bandeira parece que só confirmou o que ele tinha marcado, o impedimento. Depois, com pressão do Fluminense, Henrique e mais um ou dois jogadores, ele voltou atrás. Mas na minha visão, a justiça foi feita", afirmou Zé Ricardo.

Toda a confusão no Fla-Flu começou aos 39 minutos do segundo tempo. O árbitro marcou impedimento no gol do zagueiro Henrique no primeiro momento. Depois, recuou e validou o gol. E, por fim, anulou novamente. A discussão do lance causou longos 13 minutos de paralisação até a decisão final.

"É ruim, porque uma situação dessa tumultua o espetáculo", lamentou o técnico rubro-negro. "Foi um jogo tenso, sabíamos que seria difícil. O Fluminense tem uma equipe muito leve, de movimentação. O Levir parece ter encontrado a formação ideal, até as trocas", elogiou Zé Ricardo.

Sobre o desempenho do Flamengo, o treinador foi contido. "Não fomos brilhantes, mas entendemos como tínhamos de jogar. Valeu o espírito de luta. A gente precisava de uma partida dessa para entender que cada jogo será um final. Parabéns ao nosso grupo", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.