Gilvan de Souza / Flamengo
Gilvan de Souza / Flamengo

Técnico do Fla valoriza ponto fora e nega falta de vontade do time

Mauricio Barbieri reclama de arbitragem e diz que empate foi satisfatório

Estadão Conteúdo

26 de abril de 2018 | 09h46

Ainda tentando se firmar no cargo, o técnico Maurício Barbieri valorizou o ponto conquistado pelo Flamengo fora de casa, contra o Independiente Santa Fe, na noite desta quarta-feira, e negou qualquer falta de vontade dos jogadores em campo, em Bogotá. Foi o segundo empate seguido da equipe carioca, novamente contra os colombianos.

+ Julio Cesar vê adeus 'indescritível' no Fla e diz: 'Espero ter deixado um legado'

+ Por redução de pena, Bruno deixa de dar aula para capinar terreno em Varginha

"Discordo da avaliação de que faltou vontade. Não faltou disposição. Foi um jogo difícil e pegado. Faltou um pouco de calma na frente para concluir. Tivemos bons contra-ataques, mas não fizemos boas escolhas. Não conseguimos fazer o jogo da quarta passada, imprimir nosso jogo", avaliou o treinador.

Apesar do empate, o Flamengo ocupa a liderança do Grupo D da Copa Libertadores, com seis pontos, um à frente do River Plate, que encara o Emelec na quinta, em casa. O Santa Fe vem logo atrás, em terceiro, com quatro.

Para o treinador, o time deve valorizar o resultado obtido na altitude de 2.640 metros de altitude de Bogotá. "Conquistamos um ponto importante fora de casa, nessas condições de altitude e adversário pressionando", comentou Barbieri, que reclamou da arbitragem.

"Foi polêmica para os dois lados, parece que teve um toque de mão do Henrique Dourado, mas também teve uma jogada de escanteio que o Réver foi claramente segurado dentro da área. E o lance do Geuvânio. Ele teve a oportunidade de acabar o jogo na hora que a bola estava viajando, teve a oportunidade quando a bola estava no pé do defensor do Santa Fe, e no momento que a gente rouba a bola, ele acaba o jogo. Acho que foi infeliz."

Na avaliação do técnico, o empate foi "satisfatório". "Não fizemos o jogo que gostaríamos. O resultado foi satisfatório, mas queríamos a vitória. Confio no elenco e não tenho motivo nenhum para ficar intranquilo", declarou Barbieri.

O time carioca volta a campo no domingo para enfrentar o Ceará, na Arena Castelão, pela terceira rodada do Brasileirão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.