Itamar Agiar / AFP
Itamar Agiar / AFP

Técnico do Inter 'esquece' Libertadores e vira o foco para finais do Gaúcho

Time colorado jogará final contra arquirrival, o Grêmio; Odair comenta situação de Rodrigo Dourado

Redação, Estadão Conteúdo

10 de abril de 2019 | 12h22

Com duas rodadas de antecipação, o Internacional conseguiu na terça-feira a vaga às oitavas de final da Copa Libertadores com uma vitória suada sobre o Palestino, do Chile, por 3 a 2, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Os dois últimos jogos pela fase de grupos - contra Alianza Lima, do Peru, e River Plate - serão fora de casa e o clube colorado pensa até na liderança geral da competição. Mas não é o que o técnico Odair Hellmann quer para este momento. Seu foco já está virado para as duas partidas da final do Campeonato Gaúcho.

Pela primeira vez desde 2015, Internacional e Grêmio farão a disputa pelo título estadual. O primeiro duelo será neste domingo, às 16 horas, no estádio Beira-Rio, e a volta acontecerá na próxima quarta-feira, às 21h30, na Arena Grêmio.

"São dois jogos fora de casa (pela Libertadores). Queremos testar estratégias, são jogos importantes para nós. Mas lá na frente porque agora temos duas finais", ressaltou Hellmann logo após a vitória sobre o Palestino.

O técnico ganhou uma grande preocupação para as finais do Gaúcho. O volante Rodrigo Dourado sentiu uma pancada no joelho esquerdo e foi substituído por Rithely ainda no primeiro tempo contra o Palestino. O atleta será reavaliado pelo clube na reapresentação do elenco, nesta quinta-feira, e ganha status de dúvida para o primeiro clássico contra o Grêmio.

"O Rodrigo, a gente precisa esperar. Ele sentiu logo no início do jogo, foi tentando jogar e não deu. Temos que esperar e torcer para que não seja nada sério", afirmou Hellmann.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.