Eugene Hoshiko/AP
Eugene Hoshiko/AP

Técnico do Japão alerta que anular Mané não é garantia de vitória sobre o Senegal

Seleções vão se enfrentar a partir do meio-dia deste domingo, em Ecaterimburgo

Estadão Conteúdo

23 Junho 2018 | 12h18

Técnico do Japão, Akira Nishino reconheceu a ameaça que o senegalês Sadio Mané representa, mas disse que só anular o jogador do Liverpool não é o suficiente para conquistar a vitória no confronto válido pela segunda rodada do Grupo H da Copa do Mundo. As seleções vão se enfrentar a partir do meio-dia (de Brasília) deste domingo, em Ecaterimburgo.

+ Mané nega que Senegal seja dependente do seu futebol: 'Nossa força é o time todo'

+ Técnico do Japão aponta jogo coletivo como arma para bater Senegal 'mais forte'

"É possível pará-lo, mas ele tem uma influência nos demais jogadores e é quanto a isso que nós estamos preocupados. Senegal tem algumas estrelas, mas vamos lidar com elas como um time e competir. Nós não temos medo nenhum de Senegal", afirmou o treinador em coletiva de imprensa concedida neste sábado, na Arena Ecaterimburgo, palco do confronto deste domingo.

Sobre a desvantagem física que o Japão deve encarar na partida, Nishino tratou o tema com bom humor. "Eu disse aos jogadores nos últimos dias que ganhassem cinco centímetros e cinco quilogramas de massa. Claro que existe uma bola e com ela que tentaremos vencer, precisamos movê-la bem. Se houver muito contato físico, será ruim para a gente, por isso devemos fazer alguns ajustes para usar nossa agilidade", disse o técnico japonês.

 

Nishino exibiu confiança, mas não revelou como o Japão vai abordar o confronto. "Qual é o ponto fraco de Senegal? Não posso dizer isso agora. Devemos usar nosso cérebro para criar táticas e estratégias para enfrentar o porte físico deles. Estamos muito ansiosos para esse jogo, quero mostrar a vocês (jornalistas) no domingo como vamos batê-los", afirmou o treinador.

O Japão vem de vitória por 2 a 1 sobre a Colômbia na estreia da equipe de Nishino no Mundial. Depois do duelo contra o Senegal, a seleção japonesa vai enfrentar a Polônia na última rodada do Grupo H, às 11 horas (de Brasília) da próxima quinta-feira, em Volgogrado.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.