Técnico do Lyon lamenta derrota sem marcar gols fora

Disputando uma semifinal inédita de Liga dos Campeões, o Lyon ficou em situação desfavorável para avançar à decisão nesta quarta-feira, ao perder por 1 a 0 para o Bayern de Munique. No entanto, mais que a derrota, o técnico do time francês lamentou o fato de sua equipe não ter marcado gols na Alemanha.

AE, Agência Estado

21 de abril de 2010 | 20h07

"Não conseguimos marcar aquele gol crucial fora de casa. Eu preferia ter perdido com um gol fora", disse Claude Puel após a partida. Mesmo assim, o treinador manteve o otimismo para a partida de volta, na próxima terça, em Lyon. "Eu não estou procurando desculpas. Nós ainda temos chances", garantiu Puel, considerando que seu time não valorizou a posse de bola como deveria.

Além disso, o técnico lamentou a expulsão de Toulalan, que trouxe de volta a igualdade numérica ao jogo. "O cartão vermelho do Ribéry nos permitiu tomar o controle da partida, mas depois nós tivemos nosso jogador expulso. Com dez contra dez, ficou uma partida muito difícil para a gente", comentou. "Se tivéssemos mantido a vantagem (numérica), poderia ter sido um jogo diferente."

Já o brasileiro Ederson pediu mais empenho para o Lyon na próxima semana. "Temos que fazer mais no jogo da volta, temos que dar 200% no campo para ganhar e sair classificados", disse o meia, que atuou no Brasil por Juventude e Internacional. "Não soubemos aproveitar o momento que tínhamos 11 contra dez. Poderíamos ter marcado", lamentou também o jogador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.