Técnico do Milan exalta parceira Ronaldo-Pato após goleada

O desempenho da dupla de atacantesbrasileira Ronaldo e Alexandre Pato na goleada de 5 x 2 doMilan sobre o Napoli, no domingo, encantou o técnico CarloAncelloti, que fez rasgados elogios aos jogadores, após aprimeira vitória da equipe em casa nesta temporada. Ronaldo, apenas em sua segunda partida oficial na temporadaapós uma sequência de contusões, foi o nome da partida, comdois gols, enquanto Pato também deixou sua marca em sua estréiapelo clube italiano. O também brasileiro Kaká e o holandês Clarence Seedorfforam os autores dos outros dois gols do Milan, que com avitória chegou a 21 pontos em 15 partidas. "A atuação mais surpreendente foi a de Ronaldo, porque elesó voltou a treinar recentemente. Porém, ele provou seu talentonatural, e Pato tirou proveito disso", disse Ancelloti à rádioitaliana Rai, de acordo com o site do Milan. "Pato é um garoto muito maduro, ele é muito tranquilo edespreocupado. Ele estava com muita vontade de jogar, porquenão jogava há seis meses, mas ele realizou esse desejo commuita tranquilidade", acrescentou o treinador. O atacante, de 18 anos, foi contratado pelo Milan junto aoInternacional em agosto, mas o clube teve que esperar até ajanela de transferências deste mês para poder inscrevê-lo noCampeonato Italiano. Pato herdou no Milan a camisa 7 que era do ucraniano AndriyShevchenko, ídolo recente do clube italiano que foi negociadocom o Chelsea na temporada passada. "Ele (Pato) esperou com paciência, teve tempo para conheceros companheiros de equipe. Ele tem velocidade, ótimacoordenação e é muito rápido na hora de preparar o chute." A imprensa italiana chamou nesta segunda-feira a nova linhade ataque formado pela trio brasileiro de KA-PA-RO, lembrando otrio sueco Gunnar Gren, Gunnar Nordahl e Nils Liedholm, que erachamado na década de 1950 de GRE-NO-LI. O Milan está em 12o lugar na Série A, 25 pontos atrás dalíder Inter de Milão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.