Técnico do Mixto minimiza peso de Santos usar reservas na Copa do Brasil

Times serão protagonistas do primeiro jogo oficial da Arena Pantanal

Paulo Favero, enviado especial, O Estado de S. Paulo

31 de março de 2014 | 21h09

CUIABÁ - Finalista do Campeonato Paulista e grande favorito ao título na decisão do torneio estadual, o Santos se dará ao luxo de usar um time quase todo formado por reservas nesta quarta-feira, contra o Mixto, na Arena Pantanal, em Cuiabá, em sua estreia na Copa do Brasil. Nesta segunda, porém, o treinador do time da capital do Mato Grosso, Ary Marques, minimizou o peso do fato ao citar alguns jogadores que deverão estar em campo neste duelo de ida do mata-mata.

"O Cicinho é time misto? O Mena? O David Braz? O Stefano Yuri é time misto? Vai ser difícil igual", acredita o comandante, apostando que as dificuldades seriam as mesmas se o técnico Oswaldo de Oliveira escalasse força máxima na equipe santista.

Um dos palcos da Copa de 2014, a Arena Pantanal receberá nesta quarta o seu primeiro jogo oficial, mas os gestores do estádio não consideram este confronto a inauguração oficial, pois o local não vai ter capacidade total de público. Foram vendidos apenas 20 mil ingressos, já que as cadeiras do setor superior ainda estão sendo colocadas.

Nesta segunda, o Mixto fez seu primeiro treino no novo estádio e, a pedido da organização local, os jogadores não puderam usar chuteiras. Enquanto faziam reconhecimento do campo, dezenas de operários continuavam suas atividades para deixar o estádio pronto para o jogo. A estimativa é de que 700 trabalhadores estejam em atividade neste período final de obras para Copa.

REENCONTRO

As duas principais estrelas do Mixto que pegará o Santos são o volante Paulo Almeida e o lateral Ruy Cabeção, este que está jogando no meio-campo também. Os dois elogiaram bastante o gramado da Arena Pantanal e estão com grandes expectativas para a partida, sendo que para Paulo Almeida este duelo será um reencontro com o clube no qual chegou a se sagrar campeão brasileiro, em 2002, no time que revelou Diego e Robinho.

"Pra mim será um jogo especial, pois será a primeira vez em dez anos que vou enfrentar o Santos. Muita coisa passa na cabeça, mas quando entrar em campo nada disso vai pesar, pois vou defender as cores do Mixto", disse o volante. Ruy, por sua vez, se impressionou com a qualidade do campo. "A bola rola redonda neste gramado, estou lisonjeado de participar de um momento como esse", destacou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.