Técnico do Olimpia diz que não esperava ir tão longe

O técnico Ever Hugo Almeida admitiu que não esperava ir tão longe com o Olimpia na Copa Libertadores. Ele assumiu o comando do time em janeiro, antes do início da fase preliminar do torneio continental, após a equipe ficar apenas na sexta colocação no Torneio Clausura do Campeonato Paraguaio. Assim, ele relembrou as dificuldades que o time enfrentou, mas descartou a aura de "milagreiro".

AE, Agência Estado

23 de julho de 2013 | 13h21

"A verdade é que poucos pensavam que podíamos passar da primeira fase", afirmou, em entrevista ao site oficial da Fifa. "Eram praticamente os mesmos jogadores que tinham terminado o campeonato anterior goleados por uma equipe quase rebaixada e os deviam vários meses de salário. Alguns me perguntam se é uma milagre e eu digo que não, é fruto do trabalho de um grupo que se convenceu de que poderia alcançar se tivesse uma ideia fixa".

Com a experiência de quem participou das vitoriosas campanhas do Olimpia nas Libertadores de 1979 e 1990, como goleiro, Almeida afirmou que o atual time de destacou pela luta, assim como nas outras conquistas com a sua participação. "Também não davam nada por nós e futebolisticamente não estávamos em um grande nível. Foi como agora: chegou um treinador que nos colocou em uma forma de jogar e nos fez acreditar", recordou.

Assim, Almeida já sabe o que vai pedir para os jogadores do Olimpia na preleção antes do duelo decisivo com o Atlético Mineiro. "É difícil imaginar agora, porque sempre surge do sentimento. Provavelmente direi que não quero ver nenhuma camisa limpa de volta ao vestiário. Quero ver sujas, manchadas, transpiradas e até rasgadas se for necessário", disse.

Campeão da Libertadores em 1979, 1990 e 2002, o Olimpia abriu vantagem na primeira partida da decisão ao vencer o Atlético Mineiro por 2 a 0, em Assunção. Assim, o time pode perder por até um gol de diferença, nesta quarta, no Mineirão, para conquistar o seu quarto título do torneio continental.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolOlimpiaEver Hugo Almeida

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.