Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Técnico do Palmeiras vê Rafael Marques como novo 'Ricardo Goulart'

Marcelo Oliveira compara palmeirense com ex-destaque do Cruzeiro

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

11 de julho de 2015 | 12h05

Aos poucos, Marcelo Oliveira vai dando sua cara ao time do Palmeiras. O treinador não gosta de fazer grandes mudanças na equipe e consegue dar um padrão tático que tem feito o time vencer e convencer. Uma das alterações mais consideráveis no time acontece do meio para frente, onde a equipe tem demonstrado muito mais movimentação e facilidade para chegar ao gol. Segundo o treinador, um dos alicerces deste esquema, Rafael Marques, faz ele lembrar outro jogador que se tornou fundamental em sua passagem vitoriosa no Cruzeiro.

“Gostei da passagem do Zé Roberto, que pode contribuir na saída de bola. E gostei do Rafael Marques pelo meio. Ele tem um estilo semelhante ao Ricardo Goulart. Tem o cabeceio e se movimenta bastante. Posso utilizá-lo no meio e no ataque”, disse o treinador, que para a partida contra o Sport, vai repetir a formação do jogo contra o Avaí. “Vamos começar o jogo com o Zé, mas vamos estudar qual a melhor formação na distribuição de jogadores”, explicou.

Ricardo Goulart foi um dos destaques do bicampeonato brasileiro conquistado pelo Cruzeiro nos últimos dois anos. Sob o comando de Marcelo Oliveira, ele e Everton Ribeiro fizeram a diferença para o time mineiro nos últimos dois anos e conseguiram até chegar a ser convocados para a seleção brasileira.

Em relação ao Palmeiras para encarar o Sport, no domingo, as peças estão definidas. A dúvida é sobre o posicionamento dos atletas. Marcelo Oliveira pode deixar Zé Roberto um pouco mais recuado, ajudando Gabriel e Arouca na marcação e dando maior liberdade para Rafael Marques e Dudu. Outra opção seria deixar Zé mais à frente, centralizado, enquanto Rafael Marques e Dudu caem pelas pontas e tentam abastecer Leandro Pereira, que ficará como referência na área. 

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebolBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.