Rodrigo Jiménez/EFE
Rodrigo Jiménez/EFE

Técnico do PSG admite que vencer a Liga dos Campeões será mais difícil sem Cavani

Thomas Tuchel lamenta saída do atacante uruguaio para disputa das quartas de final da competição

Redação, Estadão Conteúdo

26 de junho de 2020 | 16h49

O objetivo de ser campeão pela primeira vez da Liga dos Campeões ficou mais difícil para o Paris Saint-Germain com a saída do uruguaio Edinson Cavani e do belga Thomas Meunier. A opinião é de Thomas Tuchel, técnico do time francês, que ainda não sabe quando sua equipe vai jogar pelas quartas de final.

"Vamos sentir falta deles. Eles tiveram um papel importante nas quartas de final. Jogamos com Edi, com Tanguy, com Thomas. Faltará a qualidade deles, mas seremos capazes de vencer esta competição. Estou convencido de que seremos fortes", disse o treinador alemão, nesta sexta-feira, em sua primeira entrevista coletiva após a pandemia.

Depois de serem informados pela diretoria do clube que não teriam seus contratos renovados para a próxima temporada, Cavani e Meunier decidiram não prorrogar seus compromissos por mais dois meses para disputar a competição adiada pelo coronavírus.

Ao mesmo tempo em que considera "estranho" não ter o mesmo grupo para o restante da principal competição europeia, Tuchel não questionou o fato de o Campeonato Francês ter sido encerrado com o Paris Sant-Germain sendo declarado campeão com 11 jogos a serem realizados. A liga francesa, entre as grandes da Europa, foi a única a não dar sequência aos jogos depois da pandemia.

"Não estamos acima da sociedade, não julgo essa decisão. Devemos aceitá-la. Cabe a nós encontrarmos soluções para enfrentar o problema com qualidade", afirmou o técnico, que espera seguir um plano de preparação física para recolocar o elenco em boas condições para enfrentar as quartas de final da Liga dos Campeões e as duas decisões das copas nacionais, quando terá pela frente o Saint-Étienne (Copa da França) e Lyon (Copa da Liga Francesa).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.