Rodrigo Jiménez/EFE
Rodrigo Jiménez/EFE

Técnico do PSG rebate Zidane: 'Às vezes se quer alguém que não se pode ter'

Thomas Tuchel responde ao treinador do Real Madrid após ele afirmar que gostaria de ter Mbappé na equipe

Redação, Estadão Conteúdo

25 de novembro de 2019 | 17h16

O técnico Thomas Tuchel, do Paris Saint-Germain, não deixou passar batidas as palavras de Zinedine Zidane, nesta segunda-feira, véspera do confronto entre a equipe francesa e o Real Madrid, pela fase de grupos da Liga dos Campeões. O francês não poupou elogios a Kylian Mbappé. "Eu gosto dele há muito tempo", dissera, mais cedo.

Tuchel rebateu em sua entrevista coletiva: "Às vezes se quer alguém que não pode ter". E completou: "Não sei o quanto encantado está Zidane por Mbappé. Mas é o nosso jogador mais importante e estamos muito satisfeitos de poder contar com ele. Lamentavelmente para Zidane é nosso jogador e ele deve ter outros jogadores que lhe causam encantamento em seu elenco".

O treinador, contudo, evitou polêmicas com o técnico do Real. "Não gostaria de discutir sobre esse assunto. Estive em Genebra há duas semanas falando com Zidane e não conversamos sobre isso. Ele é francês, portanto é normal que diga algo deste tipo quando lhe perguntam sobre Mbappé."

Da última vez que Zidane elogiou o atacante, o brasileiro Leonardo, diretor esportivo do PSG, criticou o treinador do Real publicamente. Nesta segunda, Tuchel fez questão de destacar a importância de Mbappé para o PSG. "Tentamos criar um time em torno dele. Por isso, não gostaria de pensar em seu futuro fora do PSG."

Presente na coletiva desta segunda, o zagueiro brasileiro Marquinhos também fez elogios ao atacante. "É difícil pensar no futuro do PSG sem Mbappé porque é um grande jogador. Não acredito que seja apenas Zidane que está encantado com ele. É um jogador que vem mostrando grande futebol e está conquistando títulos", disse o defensor.

"Ele tem grande talento, mesmo sendo tão jovem. E já fez muita coisa por este clube e pela seleção. Temos muita sorte de poder contar com ele porque é um jogador muito importante, que pode nos fazer ganhar bons jogos", declarou.

NEYMAR

Para este duelo, o líder do Grupo A da Liga dos Campeões terá a estreia de Neymar na competição. Recuperado de lesão, o atacante brasileiro voltou ao time na sexta-feira, na vitória do PSG sobre o Lille por 2 a 0. Neymar, que não chegou a jogar os 90 minutos do jogo, não entrava em campo desde o dia 14 de outubro, quando sofreu lesão de grau dois na coxa esquerda em amistoso da seleção brasileira contra a Nigéria, em Cingapura.

Com Neymar e Mbappé, o time de Paris busca assegurar a primeira colocação da chave. A classificação para as oitavas de final já foi assegurada na rodada passada, no início do mês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.