Técnico do River acredita na virada

A derrota por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, no Morumbi, não tirou o otimismo do técnico Leonardo Astrada, do River Plate. Tranqüilo no vestiário, após o jogo, o treinador disse que não considera impossível reverter a situação semana que vem no Monumental de Nuñez, em Buenos Aires. "É um resultado que não nos incomoda muito. O River mostrou que tem condições de atuar de igual para igual com o São Paulo. Nada está perdido." Astrada confia no poder de seu ataque. "Temos jogadores rápidos que podem definir a classificação a nosso favor." Ele admitiu que o River não conseguiu manter o ritmo no segundo tempo. "Começamos pressionando, mas o São Paulo atuou da mesma forma o tempo todo." O treinador lamentou a maneira como, segundo ele, o time argentino foi recepcionado em São Paulo. "Não esperávamos esta recepção. Espero que não haja represálias em Buenos Aires." No trajeto do hotel para o Morumbi, o ônibus do time argentino foi apedrejado. Dentro do estádio torcedores do River brigaram com policiais. Cogitou-se que a diretoria do São Paulo poderia contratar 40 seguranças do Boca Juniors para o jogo de volta, mas a informação foi desmentida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.