Técnico do River esbanja otimismo

A boa fase do River Plate - o time venceu suas últimas nove partidas - deu ao técnico chileno Manuel Pellegrini uma confiança que ele ainda não tinha exibido desde que chegou ao clube, em julho do ano passado. Apesar de respeitar o Corinthians, ele tem certeza de que seu time avançará para as quartas-de-final da Copa Libertadores da América."Meus favoritos para ganhar a competição são River e Santos. O Corinthians tem um bom time e merece respeito, mas não me impressiona", afirmou o treinador do River, que enfrenta os corintianos nesta quinta-feira, na partida de ida, em Buenos Aires.Pellegrini vive, enfim, em lua-de-mel com a torcida. Depois de ser bombardeado pela perda do título argentino para o Independiente no segundo semestre de 2002 e atacado pelo começo de temporada ruim este ano - a equipe fez um ponto nas duas primeiras rodadas do campeonato nacional e perdeu duas de suas três primeiras partidas na Libertadores -, ele agora saboreia os elogios. E vai soltando frases de efeito para ganhar ainda mais apoio da torcida."O Corinthians será um adversário difícil como seria qualquer outro nesta fase da Libertadores. O time deles não é invencível, tem alguns problemas. Mas o que me deixa mais confiante é que estamos num momento muito bom e ganhamos o apoio da torcida, que vai ao estádio e motiva os jogadores."Como a partida será disputada na quinta-feira à tarde, aproveitando o feriado de 1º de maio, a expectativa dos dirigentes do River é de que o Monumental de Nuñez receba pelo menos 45 mil pessoas - sua capacidade, por razões de segurança, é de 53 mil pessoas.Pellegrini anda tão otimista que nem se abalou com a perda do atacante Darío Husaín, que sofreu uma lesão muscular na coxa direita e ficará pelo menos 10 dias sem jogar. O substituto, já confirmado, será Fuertes - artilheiro do time na Libertadores com três gols. "Husaín e Fuertes têm características diferentes, mas a equipe já mostrou bom funcionamento tanto com um como com outro. Estou tranqüilo."Husaín é um jogador mais leve, que cai pelos lados e prepara mais as jogadas para as finalizações de Cavenaghi. Fuertes é o típico jogador de área, forte no jogo aéreo e com pouca habilidade. Ele fez dois gols na vitória por 3 a 1 sobre o Libertad, em Buenos Aires, e um na derrota por 3 a 1 diante do Emelec, em Guayaquil. Os outros jogadores do River que fizeram gol na primeira fase são Cavenaghi (2), D?Alessandro (2), Lucho Gonzalez, Coudet e Gastón Fernandez.Para o restante da competição, o técnico chileno fez duas alterações na lista de jogadores inscritos. Ele tirou o meia Ortega - ele está impossibilitado pela Fifa de jogar por causa de sua conturbada saída do Fenerbahce - e o zagueiro paraguaio Celso Ayala e inscreveu dois jogadores formados no clube: o meia Ludueña e o atacante Maxi Lopez.D?Alessandro e Fuertes não treinaram nesta segunda-feira - o primeiro, com problemas estomacais; o segundo, gripado -, mas ambos jogarão quinta-feira.A equipe entrará em campo com Buljubasich, Garcé, Ameli e Demichelis; Coudet, Lucho Gonzalez, Claudio Husaín, D?Alessandro e Lequi; Fuertes e Cavenaghi.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.