Márcio Fernandes/Estadão
Márcio Fernandes/Estadão

Técnico do Santos diz que Robinho tinha condições de jogar

Marcelo Fernandes não se arrepende e garante jogador no domingo

O Estado de S. Paulo

26 de abril de 2015 | 19h12

Desfalque santista na derrota por 1 a 0 contra o Palmeiras, Robinho chegou a se recuperar de lesão muscular para o jogo deste domingo. Mesmo assim, a comissão optou por preservar o capitão da equipe, conforme admissão do treinador Marcelo Fernandes.

"Os titulares que ficaram fora têm uma possibilidade enorme de voltarem para o time na semana que vem. Gustavo (Henrique) e Robinho teriam condições de jogar, mas preferimos deixá-los inteiros para a final", disse o técnico na coletiva após o jogo na Allianz Parque.

Indagado se havia algum arrependimento por ter deixado o astro de fora do jogo, Fernandes diz que tomou a decisão correta. "Imagina se o resultado tivesse sido 1 a 0 e a gente saísse daqui com o Robinho contundido fora do próximo jogo? O Gustavo estava escalado, mas não tinha força no músculo. O futebol é feito de risco."

Com mais uma semana de preparação, o treinador acredita que o atacante de 31 anos será um dos principais trunfos santistas para reverter o placar e sair vencedor do Campeonato Paulista. "Corremos um risco com o Robinho, um risco calculado, mas ele vai estar inteiro para a final".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.