Ciro Campos|Estadão
Ciro Campos|Estadão

Técnico do São Paulo diz que nunca treina pênaltis

Argentino fechou o último treino antes do confronto com o Atlético

Ciro Campos, enviado especial a Belo Horizonte, O Estado de S. Paulo

17 de maio de 2016 | 21h36

O São Paulo fechou a preparação para enfrentar o Atlético-MG, nesta quarta-feira, em Belo Horizonte, pela Copa Libertadores, com um treino secreto de uma hora no estádio Independência e uma revelação de última hora do técnico Edgardo Bauza. O argentino afirmou que nem mesmo para jogos de mata-mata costuma mandar a equipe treinar pênaltis.

"Eu nunca treino pênaltis. Os jogadores batem por conta própria. Ganhei Libertadores nos pênaltis, mas não falo para o time praticar", disse o argentino. Em caso de vitória por 1 a 0 do Atlético-MG a decisão da vaga para as semifinais será nas penalidades, fundamento em que o aproveitamento do São Paulo não é bom. O time errou seis em oito pênaltis batidos em 2016.

Na parte final do treino no Independência, os jogadores praticaram cobranças. "Não treino pênaltis porque é muito diferente cobrar no treino com estádio vazio do que na hora do jogo, com 40 mil torcedores. Para decidir, batem os cinco que se sentem melhores", explicou o argentino, que disse não ter problemas para escalar o São Paulo.

Bauza ganhou a Libertadores de 2008 com a LDU, do Equador, nos pênaltis contra o Fluminense, no Maracanã. Em 2014, na campanha do título do San Lorenzo, a equipe argentina comandada pelo treinador derrotou nas penalidades o Grêmio, em Porto Alegre, nas oitavas de final.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.