Williams Aguiar/ Sport Recife
Williams Aguiar/ Sport Recife

Técnico do Sport diz que Everton Felipe quer jogar no São Paulo

Claudinei Oliveira revela que proposta tricolor não é a melhor e jogador tem pedido até para não treinar com bola

Renan Cacioli, O Estado de S. Paulo

03 Agosto 2018 | 17h57

O meia Everton Felipe, do Sport, não quer mais jogar pelo clube pernambucano e deseja se transferir para o São Paulo. Foi o que disse, de forma direta, o técnico da equipe, Claudinei Oliveira, durante coletiva nesta sexta-feira. O problema, segundo ele, estaria na proposta tricolor, que não é a melhor, de acordo com as palavras do treinador. O Cruzeiro também está de olho no atleta de 21 anos.

+ Liberado pelo DM, Jucilei fica à disposição do São Paulo para domingo

+ Treinador promete força máxima e São Paulo protagonista no Brasileirão

+ Confira tabela e classificação do Campeonato Brasileiro

"A realidade é assim: a gente tem um jogador em condição de ser negociado, nosso clube precisa dessa receita. O atleta tem vontade de sair, e as opções são duas. Ao que me parece, a primeira opção dele é o São Paulo, até pelo fato de o Diego estar lá, tem uma amizade maior, facilitaria a ambientação no clube", falou Oliveira, referindo-se ao meia-atacante Diego Souza, com quem Everton Felipe jogou no Sport. "E a proposta do São Paulo não é a melhor, então, criou-se um impasse", emendou o técnico.

Nesta semana, o clube paulista esteve perto de bater o martelo. A intenção era desembolsar R$ 2 milhões de imediato pelo empréstimo do jogador até maio do ano que vem. Se Everton Felipe agradasse, seria contratado mediante o pagamento de outros R$ 4 milhões ao fim do período emprestado. O Sport não gostou de receber de forma parcelada e emperrou a negociação.

Em contato com a reportagem do ESTADO na tarde desta sexta-feira, o vice de futebol do Sport, Guilherme Beltrão, garantiu que a proposta são-paulina feita nesses moldes está "100% descartada".

Enquanto isso, o jogador não vem sendo utilizado por Claudinei Oliveira, até para que não estoure o limite de jogos que o impossibilitaria de defender outra equipe da Série A na mesma temporada. Ele soma seis partidas pelo Sport no Brasileirão. Se fizer a sétima, já estará vetada a transferência.

"Estamos aguardando. Não adianta escalar o Felipe num próximo jogo. Se ele fizer o sétimo jogo, o clube deixa de ter essa receita. Enquanto não esgotarem todas as possibilidades de negociação, vamos evitar usá-lo para não acontecer isso", explicou o treinador do clube pernambucano, que se vê privado de utilizar Everton Felipe até nos treinamentos. "O Everton também tem pedido às vezes para não treinar com bola, até para evitar de se lesionar."

Everton Felipe tem contrato com o Sport, por quem foi revelado em 2014, até fevereiro de 2022. Chegou a ficar seis meses parado, recuperando-se de uma lesão nos ligamentos do joelho esquerdo, e voltou aos gramados em março deste ano. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.