Mailson Santana/Fluminense
Mailson Santana/Fluminense

Técnico do sub-20 do Flu sofre grave acidente de carro, mas passa bem

Léo Percovich sobrevive, mas perde uma das filhas; equipe carioca declara luto oficial de três dias

Estadão Conteúdo

17 de dezembro de 2017 | 12h22

A diretoria do Fluminense decretou luto neste domingo por conta do acidente de carro que envolveu Léo Percovich, técnico do time sub-20. O treinador sobreviveu ao incidente, mas perdeu uma de suas filhas, que estava no mesmo veículo.

+ Leia mais notícias sobre o Fluminense

+ Fluminense lamenta agressão de torcedores do Flamengo a Marcos Calazans

No acidente, ocorrido na tarde de sábado, o carro sofreu uma queda de cerca de 20 metros, ao cair de uma ponte na região de Santos Dumont (MG), na Zona da Mata. No mesmo veículo, estavam Percovich, sua esposa e os três filhos.

De acordo com o clube, o treinador de 49 anos sofreu apenas escoriações leves. Sua esposa fraturou a bacia e deve ser transferida da UPA Norte, em Juiz de Fora (MG). Dos filhos do casal, um menino e uma menina estão no CTI da Santa Casa de Juiz de Fora e apresentam estado crítico. Uma outra filha do casal morreu ao dar entrada no hospital.

"O clube lamenta profundamente a perda, está dando apoio ao treinador neste momento difícil e decreta luto oficial de três dias. Um staff do clube está a caminho de Juiz de Fora", informou o Fluminense, em comunicado.

Percovich, que é uruguaio, foi goleiro do Fluminense na década de 90. Nos últimos anos, vinha atuando como treinador de goleiros em clubes dos Estados Unidos e do Canadá. Ele voltou ao Fluminense, para comandar a equipe sub-20, neste ano.

Tudo o que sabemos sobre:
FluminenseFluminensefutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.