Técnico do Sub-20 exige mais do Brasil

No futebol, goleada é motivo para elogios, felicidade e tranqüilidade. Menos para a seleção brasileira. A fácil vitória sobre o Iraque por 6 a 1, quarta-feira, e a classificação às oitavas-de-final do Mundial Sub-20 com uma rodada de antecedência não foram suficientes para agradar o técnico brasileiro Carlos César.O treinador ficou muito irritado com a falta de concentração de seus jogadores no segundo tempo da partida contra os iraquianos e não quer que a ?amnésia? se repita sábado, diante do frágil Canadá. O empate garante a primeira colocação do Grupo B aos brasileiros."Não me senti bem com o baixo nível apresentado por meus atletas", afirmou Carlos César. Os jogadores reconheceram o "erro" cometido. "Estamos contentes com o rendimento de ontem, mas somos conscientes que precisamos melhorar, pois não nos concentramos no segundo tempo como o treinador pediu", disse o atacante Adriano, autor de dois gols contra o Iraque.Outra preocupação de Carlos César é seduzir o público argentino, que sustenta uma rivalidade histórica com a seleção brasileira. Para o zagueiro e capitão da equipe, Edu Dracena, "será difícil convencer os argentinos a se identificar com nosso futebol. Para conseguir, temos que melhorar nossas apresentações."Surpresa - A seleção francesa levou um susto nesta quinta-feira. Após abrir vantagem no placar de 2 a 0, permitiu a reação ao Paraguai, que chegou à igualdade, por 2 a 2. O tropeço significou a perda da liderança do Grupo F. A seleção de Gana, que venceu o Irã por 1 a 0, assumiu a ponta, com 6 pontos. Os franceses caíram para o segundo lugar, com 4 pontos.Outros resultados: pelo Grupo D - Austrália 0 x 3 República Checa e Japão 1 x 2 Angola; no E - Costa Rica 3 x 1 Etiópia e Holanda 1 x 1 Equador.

Agencia Estado,

21 de junho de 2001 | 19h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.