Técnico do Táchira promete muita garra

O Deportivo Táchira quer esquecer o jogo da semana passada contra o São Paulo ? derrota por 3 a 0, no Morumbi ? e tentar devolver o resultado nesta quarta-feira à noite, em San Cristóbal, pela Taça Libertadores ? o time venezuelano era, até então, o único invicto da competição. Para isso, o treinador César Farías quer que seus jogadores adotem a mesma postura da primeira partida contra o Nacional do Uruguai, nas oitavas-de-final, também na Venezuela. Na ocasião, o Táchira venceu por 3 a 0. ?Lamentavelmente as coisas não foram bem no Brasil, mas acho que temos muito a mostrar no Pueblo Nuevo (estádio do time venezuelano) e vamos tentar superar essa desvantagem com muita aplicação em campo?, disse o técnico. A equipe será quase a mesma da derrota na semana passada. A única alteração deverá ser a entrada do atacante argentino Emerson Panigutti, que atuará ao lado do centroavante venezuelano Rondón ? cada um tem três gols na competição. Segundo o treinador do Deportivo Táchira, apesar da grande desvantagem no placar, o seu time não poderá ir afoito para cima do São Paulo. Caso contrário, poderá sofrer com os contra-ataques. ?Não podemos partir para cima como uma fera ferida. Vamos atrás dos gols com calma e disciplina. A torcida pode ter certeza e confiança de que, não importa o que acontecer, vamos ao jogo com muita coragem e talento, para buscar a classificação?, promete César Farías. Cerca de 30 mil torcedores vão empurrar o Táchira nesta quarta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.