Técnico do time olímpico assume seleção dos Emirados

Técnico da equipe que disputou a Olimpíada de Londres, Mahdi Ali foi confirmado nesta quinta-feira como o novo comandante da seleção principal dos Emirados Árabes Unidos. O cargo estava vago desde setembro, quando o esloveno Srecko Katanec foi demitido pelo começo ruim nas Eliminatórias Asiáticas da Copa de 2014 - Abdullah Masfar vinha sendo o interino.

AE-AP, Agência Estado

16 de agosto de 2012 | 13h09

Apesar da campanha fraca na Olimpíada, quando os Emirados Árabes somaram apenas um ponto na primeira fase da competição - empataram com Senegal, mas perderam para Grã-Bretanha e Uruguai -, Mahdi Ali foi contratado para a seleção principal com a missão de fazer um trabalho de longo prazo, utilizando, inclusive, os garotos que foram disputar os Jogos de Londres.

Ocupando atualmente apenas a 121ª posição do ranking da Fifa, a seleção dos Emirados Árabes já foi eliminada e está fora da disputa pela vaga na Copa de 2014, que acontecerá no Brasil. Assim, o trabalho de Mahdi Ali é voltado agora para as Eliminatórias do torneio de 2018 - o país só esteve no Mundial uma vez na história, na edição da Itália, em 1990.

Segundo o presidente da Associação de Futebol dos Emirados Árabes Unidos, Yousuf al-Sarkal, o escolhido Mahdi Ali fazia parte de uma lista de três treinadores que eram candidatos para o cargo. O argentino Diego Maradona, que trabalhou recentemente no país, era cotado pela imprensa local para o cargo, mas o dirigente negou que o nome dele estivesse em discussão.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolEmirados Árabes Unidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.