Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Roberto Candia/AP - 08/07/2010
Roberto Candia/AP - 08/07/2010

Técnico do Uruguai descarta favoritismo na Copa América

Para Oscar Tabárez, colocar sua seleção à frente dos adversários seria pouco inteligente

REUTERS

11 de janeiro de 2011 | 14h29

Colocar a seleção do Uruguai entre as favoritas a vencer a Copa América deste ano na Argentina por conta da boa campanha da equipe no Mundial de 2010 seria pouco inteligente, disse o técnico Oscar Tabárez, segundo publicou nesta terça-feira um jornal uruguaio.

Tabárez, que levou o Uruguai à quarta colocação na Copa do Mundo do ano passado na África do Sul, recebeu na noite de segunda-feira o prêmio de melhor treinador do continente dado pelo jornal El Pais, de Montevidéu.

"Não nos sentimos favoritos para a Copa América por conta do que fizemos no Mundial", disse Tabárez ao jornal.

Para o técnico, que em setembro de 2010 renovou seu contrato com a Associação Uruguaia para continuar à frente da seleção, seria um erro sentir que o Uruguai é o favorito a conquistar o título, já que geraria expectativas exageradas sobre a equipe.

"Se dizemos que vamos sair campeões, significaria que qualquer coisa abaixo disso seria classificado de fracasso. Seria até pouco inteligente", comentou o treinador.

O torneio continental, que será disputado em julho e que terá como cabeças-de-chave Argentina, Brasil e Uruguai, costuma ser o torneio em que a celeste tem melhor desempenho, tendo alcançado a semifinal nas últimas quatro vezes.

O Uruguai estará no Grupo C, ao lado de Peru, México e Chile. A estreia da equipe será no dia 4 de julho contra o Peru em San Juan.

(Reportagem de Giovanna Fleitas)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.