Andre Penner/AP
Andre Penner/AP

Técnico do Uruguai projeta surpresa para faturar a Copa América: 'Esperamos surpreender'

Participante de seis edições, Óscar Tabárez vê time preparado para buscar mais um título

Redação, O Estado de S.Paulo

24 de janeiro de 2019 | 22h48

O sorteio da Copa América de Futebol, realizado no Rio de Janeiro nesta quinta-feira, revelou quem serão os adversários do Uruguai na competição. Cabeça de chave, seguindo o ranking da Fifa, a seleção uruguaia toma a frente do Grupo C, que também conta com os times de Equador, Japão e Chile. O país celeste é quem mais possui taças da competição, com 15 títulos, o último conquistado em 2011.

Oscar Tabárez, técnico do Uruguai que já disputou o torneio sul-americano em seis ocasiões, acredita que sua a equipe deve estar um passo à frente de seus adversários para ampliar sua galeria de troféus do torneio. "Esperamos surpreender. O Uruguai, quando surpreendeu, ganhou o título. Somos os maiores vencedores. Temos prudência no nosso trabalho, é preciso tentar buscar, sabemos que é difícil."

"Temos ideias de como trabalhar, mas não sabemos o que fazer de diferente", explicou o treinador. "Estamos numa etapa de renovação, de jogadores que se integraram agora. São jovens que devem ter uma experiência para a próxima Copa América, com atletas veteranos que podem contribuir para eles", comentou sobre sua equipe.

A equipe uruguaia estreia contra o Equador, no dia 16 de junho, no Mineirão, em Belo Horizonte. Na rodada seguinte, encara o Japão, dia 20 de junho, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. Por fim, o Uruguai enfrenta o Chile no último compromisso da primeira fase, dia 24 de junho, no Maracanã, no Rio de Janeiro.

Para Entender

Copa América 2019: entenda tudo sobre o torneio

Alta procura fez site da competição sair do ar, mas já foram vendidas mais de 100 mil entradas.

"Pelo panorama, tem um nível muito grande de equilíbrio", disse Tabárez sobre o nível de competitividade do Grupo C. "Tem seleções que vem crescendo muito também. Não é possível falar muito antes. A história se escreve em junho e julho", preveniu.

Outro comandante que também analisou a chave da Copa América foi Reinaldo Rueda, técnico do Chile. "É um grupo diverso, com diferentes estilos e características. Creio que vai ser um grupo muito competitivo", disse o comandante, rival do Uruguai no último compromisso da primeira fase da competição.

ARRASCAETA

Uma das principais transferências no mercado do Brasil, o meia De Arrascaeta trocou o Cruzeiro pelo Flamengo após boa temporada em Belo Horizonte. Nome certo na seleção uruguaia, o jogador ainda não tem vaga de titular garantida na equipe de Tabárez.

"Não falei nem com a minha família sobre titularidade. Conhecemos ele [Arrascaeta], ele tem muito para progredir. Não vou falar sobre titularidade, não posso dizer nada mais sobre isso", finalizou.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.