Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Técnico dos Estados Unidos assume a culpa por derrota

O técnico dos Estados Unidos, Bruce Arena, assumiu a responsabilidade pela goleada sofrida por sua seleção diante da Alemanha, nesta quarta-feira, em Dortmund. A derrota por 4 a 1 foi a pior da carreira de Arena à frente da seleção norte-americana."Sabíamos que foi um erro agendar a partida ser contar com o time completo, principalmente quando a Alemanha tinha de mostrar serviço", explicou Arena em entrevista concedida nesta quinta-feira. Permitiu-se até o uso de auto-ironia: "No dia seguinte é fácil ter as respostas certas".Sem contar com vários titulares, como Claudio Reyna, Landon Donovan, DaMarcus Beasley, Brian McBride e Eddie Pope, contundidos ou que não foram liberados por seus clubes europeus, Arena foi forçado a escalar praticamente um "time B", e pagou o preço pela escolha. "Assumo a responsabilidade. Perdemos e merecemos perder. Tínhamos apenas dois ou três titulares, os demais querem um lugar no elenco, mas não estavam preparados para um jogo dessa magnitude", justificou.O técnico disse que está perto de fechar o grupo de 23 jogadores, e a decisão final deve sair depois do amistoso contra a Jamaica, no dia 11 de abril, na Carolina do Norte. Em 2002, antes da Copa, os Estados Unidos foram derrotados por 4 a 2 pela Alemanha em amistoso antes da Copa. No Mundial, o duelo entre as duas seleções foi pelas quartas-de-final, com vitória alemã por 1 a 0.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.