Técnico é demitido do comando da seleção do Casaquistão

Insatisfeita com os resultados, Federação casaque dispensa Arno Pijpers; Bernd Storch assume interinamente

EFE,

15 de setembro de 2008 | 15h39

O técnico holandês Arno Pijpers foi demitido nesta segunda-feira do comando da seleção do Casaquistão por causa dos "maus resultados da equipe" nas Eliminatórias Européias para a Copa do Mundo de 2010, anunciou a federação de futebol deste país. "Estamos decepcionados com o rendimento da equipe e queremos pedir desculpas aos torcedores. Vamos buscar um novo técnico imediatamente", disse o secretário-geral da federação casaque, Sayan Khamitzhanov. O técnico da seleção sub-21, Bernd Storch, assumirá o cargo interinamente até a chegada "iminente" do próximo treinador, já que o Casaquistão enfrenta a Inglaterra em Wembley no dia 11 de outubro pelas Eliminatórias. Pijpers, de 49 anos, assumiu o comando da equipe em 2005 e tinha contrato até 2010. Com ele, a equipe disputou três partidas pelo grupo 6 das Eliminatórias, vencendo Andorra por 3 a 0, mas perdendo para a Croácia por 3 a 0 e para a Ucrânia por 3 a 1 em casa. O Grupo 6 é liderado até agora por Inglaterra e Ucrânia, que têm seis pontos em dois jogos. O país disputa pela primeira vez as Eliminatórias da Copa pela zona européia, já que até 2002 era filiado à Federação Asiática de Futebol (AFC).

Tudo o que sabemos sobre:
Eliminátórias 2010Casaquistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.