Ricardo Saibun/Divulgação
Ricardo Saibun/Divulgação

Técnico e jogador do Santos levam só advertência do STJD por reclamações

Ambos foram julgados pelas críticas ao árbitro Felipe Gomes da Silva na derrota para o Grêmio

AE, Agência Estado

13 de setembro de 2013 | 17h18

SANTOS - Em julgamento realizado nesta sexta-feira no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no Rio, o técnico Claudinei Oliveira e o lateral-direito Rafael Galhardo receberam apenas advertência e escaparam de suspensão. Os dois foram julgados pelo artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (praticar atitude contrária à disciplina e à ética), após as reclamações ao árbitro Felipe Gomes da Silva na derrota do Santos para o Grêmio, por 2 a 0, em 24 de agosto, pela Copa do Brasil.

"Eles tiveram a pena mínima, que é apenas a advertência, a qual serve como caráter educativo para os dois, para que não voltem a repetir estas atitudes", explicou o advogado Carlos Portinho, que representou o Santos no julgamento no STJD.

Na mesma audiência, Claudinei Oliveira também foi julgado pelo artigo 258-B (invadir local destinado à equipe de arbitragem ou o local da partida), por ter entrado em campo após a derrota naquele jogo. Mas ele foi absolvido, escapando de qualquer punição.

Assim, ambos estão liberados para atuar normalmente no jogo deste domingo, quando o Santos recebe o Botafogo na Vila Belmiro pelo Brasileirão.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.