Técnico é processado por usar drogas

A Justiça da Alemanha volta a atormentar Christoph Daum. Um tribunal de Koblenz, no Oeste do país, abrirá nesta quarta-feira processo contra o ex-treinador do Bayer Leverkusen por posse e uso de drogas. O atual técnico do Besiktas, da Turquia, teve a carreira truncada em outubro do ano passado, quando deu positivo exame antidoping a que se submeteu, apontando vestígios de cocaína.A denúncia contra Daum foi apresentada pelo promotor Erich Jung, com base em investigações que comandou nos últimos meses. Além do treinador, mais quatro pessoas podem ir a julgamento, se o processo for levado adiante pelo juiz local. O grupo é acusado de consumir e distribuir a droga.Daum, 47 anos, era um dos principais treinadores da Alemanha e assumiria a seleção a partir de julho. Mas caiu em desgraça quando foi acusado de ser viciado em cocaína. Na época, fez questão de passar por antidoping e contestou o resultado positivo. Só no final de 2000, admitiu a dependência da droga.A primeira conseqüência foi a dispensa do Bayer Leverkusen. Logo em seguida, a Federação Alemã de Futebol informou que não estava mais interessada em seu trabalho. Depois de alguns meses de afastamento, Daum voltou à ativa para dirigir o Besiktas. Agora, há possibilidade de ser despedido novamente.Técnico é processado por uso de drogas

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.