Técnico Edinho deixa o Brasiliense

Edinho não é mais o técnico do Brasiliense. O treinador pediu demissão antes do treino da tarde desta terça-feira e não comandará a equipe na partida de amanhã, contra o Atlético-MG, pela Copa do Brasil. Edinho explicou que tomou a decisão porque não foi avisado de uma reunião entre o presidente do clube, Luís Estevão, e o grupo de jogadores, na noite de ontem, em um hotel de Brasília, para a exibição de uma fita de vídeo com os erros cometidos pelo time no empate em 0 a 0, contra o Gama, no último fim de semana, informou a assessoria de imprensa do treinador. ?Apesar de fazer um bom trabalho no Brasiliense, não gostei de saber que o presidente se reuniu com os jogadores para mostrar a fita de vídeo sem que eu soubesse que isso aconteceria. Achei que faltou respeito e consideração comigo e tirou minha autoridade perante os jogadores. Agradeço ao Brasiliense pela oportunidade, mas achei melhor deixar o presidente à vontade para seguir seu caminho e eu seguirei o meu?, disse. Edinho comandou o Brasiliense em 29 jogos, com 17 vitórias, oito empates e quatro derrotas. A equipe ainda não perdeu este ano. Em 15 jogos, venceu 11, empatou quatro e lidera o grupo B do Campeonato Metropolitano. Além disso, conquistou a Série B do Campeonato Brasileiro de 2004, por antecipação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.