Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Técnico Fábio Carille defende corintiano Jô na seleção brasileira

Atacante corintiano divide a artilharia do Campeonato Brasileiro com Henrique Dourado

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

21 Novembro 2017 | 14h45

O técnico Fábio Carille, campeão brasileiro com o Corinthians, engrossa o coro daqueles que defendem a convocação do atacante Jô para a seleção brasileira. O corintiano divide a artilharia do Campeonato Brasileiro com Henrique Dourado, atacante do Fluminense, mas ainda não lembrado pelo técnico Tite.

+ ‘Acredito que o Corinthians será visto de outra forma em 2018', diz Rodriguinho

" Eu levaria o Jô (para a seleção) porque não tem jogadores com essas características sendo chamados. Se ele disputar mais uma Copa do Mundo, será por merecimento", disse o treinador ao programa Fox Sports na noite de segunda-feira.

Atualmente, Neymar e Gabriel Jesus são os únicos atacantes praticamente definidos na seleção brasileira para a Copa da Rússia. Tite tem feito experiências com Diego Souza (Sport), Douglas Costa (Juventus), Firmino (Liverpool) e Taison (Shakhtar). Jô ainda não foi convocado pelo treinador.

O atacante tem como qualidades o embate físico e boa vantagem na disputa pelas bolas altas. Na seleção, no entanto, Jô teria de desempenhar funções diferentes daquelas praticadas pelo Corinthians. Ele teria de segurar mais a bola e depender menos dos contra-ataques.

Carille revela que tem contatos com o técnico Tite, da seleção brasileira, mas nega que tenha feito lobby para a convocação do corintiano. "Com o Tite, eu converso bastante, mas pouco sobre futebol", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.