Técnico faz 4 mudanças no Paraguai

O técnico Sérgio Markarián resolveu trocar quatro jogadores na seleção paraguaia que enfrenta o Brasil amanhã à noite. O volante Morinigo volta ao time em lugar de Struway e Nuñez faz sua estréia em lugar de Enciso. "Se Enciso e Struway estivessem bem, metade de nossos problemas estariam resolvidos. Estão há dois meses sem atuar, sem ritmo e além disso, Enciso tem problemas no tornozelo", explica o técnico.O lateral Caniza volta ao time, talvez atuando pela direita, em lugar de Isasi, suspenso com dois cartões amarelos. E no ataque, estará Masi, em lugar de Robles. A idéia é dar mais velocidade e disposição para as disputas de bola. "O México trocou oito jogadores e atuou com muita disposição contra nosso time. É isso o que quero. Jogadores novos, com mais disposição para um jogo decisivo", disse Markarián. Ele acredita em um jogo muito difícil para o seu time. "O Brasil está acordando e vai começar a jogar bem. É um time de muita qualidade. Com o Felipão no comando, vai voltar a vencer. É um técnico que ganhou tudo que disputou como treinador de clubes e, se tiver um tempo de trabalho, também conseguirá muitas conquistas na seleção". A entrada de novos jogadores, como forma de revitalizar a equipe, é aplaudida pelo atacante Virgilio Ferreira. "Não estamos contentes com o que estamos realizando. As pernas estão cansadas, sem dar a resposta esperada. Eu saí morto depois do jogo contra o México, outros jogadores estavam cansados, mas o que importa agora é recuperar as pilhas e disputar a vaga com o Brasil". Ferreira acha que a chave para o sucesso é enfrentar os brasileiros de igual para igual. "O time deles está muito apagado, atravessando um de seus piores momentos e temos de acreditar nessa vitória. Gostaria de ter um outro atacante ao meu lado, para encarar aos brasileiros. Temos uma boa chance de vencer e temos de fazer tudo para não perdê-la", disse.O Paraguai deverá jogar com Tavarelli; Escobar, Amarilla, Cáceres e Sanabria; Caniza, Morinigo, Nunez e Alvarenga; Virgilio Ferreira e Masi.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.