Técnico fica irritado com assédio do Real por Cristiano Ronaldo

Alex Ferguson não gosta dos meios utilizados pelo time espanhol para contratar os jogadores desejados

01 de janeiro de 2008 | 16h00

Lutando para manter o título do Campeonato Inglês, o técnico do Manchester United, Alex Ferguson, reclamou, nesta terça-feira, da maneira como o Real Madrid geralmente assedia os jogadores de seu clube. Agora, o alvo do clube espanhol é o atacante português Cristiano Ronaldo.   Ferguson não ficou nada feliz com a entrevista do presidente do Real Madrid, Ramón Calderón, dada aos meios de comunicação espanhóis, já que prometeu trazer ao clube o jogador português que, por sua vez, já havia declarado seu sonho em jogar o Campeonato Espanhol.   Calderón também disse, em tal entrevista, que o clube merengue tem os recursos necessários para contratar Cristiano Ronaldo, como já havia feito com outros dois jogadores do time inglês: David Beckham e Ruud van Nistelrooy.   A notícia teria deixado o jogador português tentado a forçar sua transferência ao final da temporada para o Real Madrid, que também sonha com a contratação do brasileiro Kaká.   Apesar da irritação de Ferguson, o Manchester United só pode acusar formalmente o Real Madrid de assédio, junto à FIFA, se tiver provas de que existem conversas entre o clube espanhol e o jogador português ou seus representantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.