Robson Fernandjes/Estadão
Robson Fernandjes/Estadão

Técnico Gilson Kleina teme a acomodação da equipe do Palmeiras

Classificação antecipada em duas competições pode fazer o time entrar na 'zona de conforto'

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

18 de abril de 2013 | 11h12

SÃO PAULO - O técnico Gilson Kleina está preocupado com uma possível acomodação do time do Palmeiras nos próximos jogos. O treinador espera que o fato de sua equipe ter conseguido a classificação para as próximas fases, tanto do Campeonato Paulista quanto da Libertadores com antecipação, não faça os jogadores se acomodarem. Ele admite que este é um ponto que o preocupa no momento.

“Me preocupo e já falei sobre isso com o grupo. Mérito total do grupo conseguir antecipar as classificações, mas não podemos parar em cima disso e se acomodar nesta situação. O objetivo é ser primeiro da chave e dar confiança a quem está crescendo. Estamos começando a respirar melhor, mas isso não quer dizer que estamos em uma zona de conforto. Temos de manter a atitude”, alertou o treinador.

E para manter a boa fase e a pegada, vencer o Sporting Cristal nesta quinta-feira, no Peru, é fundamental. Assim, o time alviverde garante a primeira colocação do grupo 2 da Libertadores. “Sendo primeiro, temos a condição de decidir em casa. Sabemos que a nossa torcida nos acompanha sempre e decidir em casa é bom. O Sporting Cristal foi o primeiro time que enfrentamos, tem jogadores importantes e é uma equipe boa”, analisou.

Para o confronto contra os peruanos, Kleina terá 12 desfalques. Henrique e Vinícius foram poupados. Wesley está suspenso pela expulsão contra o Libertad, na rodada passada. Valdivia, Patrick Vieira, Kleber, Emerson e Leandro Amaro estão machucados. E André Luiz, Rondinelly, Léo Gago e Leandro não foram inscritos na competição.

A boa notícia fica para o retorno do atacante Maikon Leite, que se recuperou de lesão no tornozelo direito, e de Vilson, suspenso nos dois últimos jogos. Assim, o Palmeiras deve ir a campo com: Fernando Prass; Ayrton, Vilson, Maurício Ramos e Marcelo Oliveira; Márcio Araújo, Souza, Charles, Ronny e Juninho; Caio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.