Técnico Jorginho vê Ponte com chances de evitar queda

A vitória sobre o Coritiba, por 1 a 0, na noite de quarta-feira, reacendeu as esperanças da Ponte Preta na luta contra o rebaixamento no Brasileirão. Nem mesmo a atuação abaixo do esperado mudou o discurso otimista do técnico Jorginho. "Todos queremos ganhar jogando bem, mas neste momento nós precisamos vencer", argumentou.

AE, Agência Estado

17 de outubro de 2013 | 21h01

O treinador relembrou jogos onde a Ponte teve boas atuações, mas acabou com resultados negativos. "Foi assim nas derrotas para Atlético-PR (1 a 0), Náutico (2 a 1) e Santos (2 a 1)", destacou, resumindo o que foi a palestra antes do jogo: "Não teve frase, foi só vencer".

A partida contra o Coritiba era uma das quatro decisões traçadas pela comissão técnica e pelos jogadores. Na visão da Ponte, os próximos duelos contra Fluminense (fora), Vasco (em casa) e Criciúma (fora) são determinantes na luta para seguir na elite.

Um bom desempenho nestes jogos pode deixar o time em boas condições nas últimas seis rodadas. Com a vitória sobre os paranaenses, a Ponte chegou aos 29 pontos, mas continua na penúltima colocação.

Para o duelo contra o Fluminense, no sábado, no Rio de Janeiro, Jorginho não ganhou novos desfalques. Além disso, poderá contar com os retornos do lateral-direito Artur, recuperado de lesão, do zagueiro Ferrón e do meia Elias, que estavam suspensos.

Logo após o duelo de sábado, o grupo seguirá completo para Guarulhos, de onde partirá rumo a Pasto, na Colômbia, para o confronto contra o Deportivo Pasto-COL, na terça-feira (dia 22), pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana. Na ida, os paulistas venceram por 2 a 0.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPonte PretaJorginho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.