Técnico justifica volta de Mauro Silva

O novo técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, justificou hoje a convocação de jogadores consagrados como Mauro Silva, Antônio Carlos, Roberto Carlos ou Rivaldo - para o jogo do dia 1º de julho, contra o Uruguai, em Montevidéu, que pode ser decisivo para o futuro do Brasil nas Eliminatórias. ?O Mauro Silva é um cara talhado para grandes encontros e decisões?, disse o treinador, referindo-se ao volante do Deportivo La Coruña, da Espanha - um dos símbolos do ?futebol de resultados? preconizado por Carlos Alberto Parreira na Copa de 94.Em relação ao zagueiro Antônio Carlos, Scolari diz a convocação seria algo até natural. ?Ele tem extrema qualidade, sabe se posicionar no campo e é muito bom no jogo aéreo?, justificou. Para Felipão, Rivaldo e Roberto são experientes o suficiente e já mostraram seu valor na seleção. ?Não precisam provar mais nada?, resumiu. Ao ser indagado sobre se não tinha montado uma equipe ?envelhecida?, o treinador foi claro. ?Hoje, a idade não é nada no futebol. Prova disso é que o Mauro Galvão (40 anos) está perto de ser campeão da Copa do Brasil. O que eu quero é que o jogador mostre amor à camisa. Fique feliz por estar na seleção?, finalizou o técnico.O técnico não quis antecipar o time titular. Disse porém, já ter ?uma idéia? da equipe que poderá começar jogando a partida contra o contra o Uruguai, dia 1º.

Agencia Estado,

13 de junho de 2001 | 12h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.